segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Prisão domiciliar


.
fonte: Zero Hora, 11/11/2007
.
Feita a caminhada, voltou ao condomínio, abriu dois portões, identificou-se ao guarda, subiu, abriu as cinco trancas do apartamento e foi olhar a paisagem entre as grades. Era realmente um belo dia de sol. Lembrou-se da infância quando brincava na rua e soltou-se em pensamentos.
.

2 comentários:

tita coelho disse...

pura verdade..nua e crua!
beijos :)

Angela disse...

Todos prisioneiros do medo!
Acho que a confiança infantil é a resposta libertadora.