segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Algema da fé


.
.
fonte: Zero Hora, 03/11/2007
.
Na praça, sobre um caixote, conclamava a multidão. Acabara de fundar a seita dos sem-deus. Os poucos que paravam julgaram-lhe um louco, outros, uma piada, mas ele não tinha dúvidas: o que oprimia era a fé pela fé, a esperança da salvação pela oração e não pelo gesto. Converteria todos em ateus.
.

2 comentários:

tita coelho disse...

Profundo...é de se pensar!
beijos :)

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Muito bom!