quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Balas amargas


.
.
fonte: Revista Veja, 18/10/2007
inspirado no filme SENHOR DAS ARMAS
.
Sai da fábrica que paga impostos, é enviada ao cliente que revende a um terceiro, que contrabandeia para outro país. É trocada por droga, entra no pente do traficante que estoura o peito de uma criança.
Ganha o fabricante e o governo que abona essa farra.
Perde o filho mais uma mãe desesperada.
.

7 comentários:

Lenice Gomes. disse...

Sílvio,

Cheguei via blog da Santa e percebo que também é um escritor. Dos bons! Minha literatura é infantil. Espero que goste.

Um abraço

Fabiana disse...

Chocante!!
Apesar de triste adorei a música! Beijos

Clê disse...

Acabo de postar um comentário indignado sobre a questão da violência no País. Já perdi muitos amigos. Recentemente perdi mais um. A imagem e o texto do seu post é o retrato do Brasil. É uma vergonha viver em um País onde o dinheiro corre pela tubulação da corrupção e nada se faz para dimunir essa triste realidade. Desculpa pelo desabafo.

ex-petista disse...

O que vejo aqui, amigo Sílvio, é que estás em sintonia com um profundo sentimento brasileiro. Abandono, dor e indignação. Esse blog, onde a literatura , está a serviço ao bom exemplo de humanidade.

tita coelho disse...

Pura ou melhor, dura relaidade!! É desanimador....

beijo

Santa disse...

Sílvio, encontrei um dado recente que explica o estado de barbárie que tão bem mostras nesse post:

"O aumento da criminalidade nos últimos tempos, assim como os recentes episódios - o ataque aos ministros em um trem no Rio de Janeiro e a violência gratuita praticada diariamente contra o cidadão comum - parecem não ter afetado a gestão dos recursos orçamentários federais voltados à segurança da população. Prova disso é o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2008 elaborado pelo Poder Executivo, que agora tramita no Congresso. Pelo projeto, o orçamento previsto para as cinco principais unidades orçamentárias voltadas para segurança pública terá uma redução de quase R$ 300 milhões, quando comparado com o PLOA de 2007. Apesar da sensação de insegurança vivida no Brasil, os investimentos federais na melhoria estrutural das instituições de combate à violência caíram significativamente, desde 2001"
(http://contasabertas.uol.com.br/)

É isso...
Infelizmente.

Bjs

Rose disse...

o casamento "notícia/literatura" aqui é perfeito!
boa semana