quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

Gaiola


Refém aproveita cochilo de seqüestrador e foge após 36 horas

fonte: Folha on Line, 04/01/2007

O calor na madrugada invadia seus olhos. Não havia luz, senão as delirantes dos carros da polícia.
O amor que sentia havia dado um passo a mais e não tinha mais volta. Queria dormir com ela, que lhe espreitava com medo, feito passarinho à espera de um cochilo para fugir da gaiola.

2 comentários:

lucordeiro disse...

Será que quando o amor dá um passo a mais não tem volta? Acho que tem sim, basta dar uma topada daquelas bem doídas.
Feliz 2007, Sílvio.

Silvio Vasconcellos disse...

Olá, Lu!

O amor dá um passo a mais e não tem volta... E se voltar, encontrará o mesmo caminho?

Um passo errado e a estrada é outra, seja à frente, seja atrás. Além do que, toda vez que um pisar do dedão do outro, dói de novo.

Um beijo e obrigado pelo comentário.

Sílvio