quinta-feira, 5 de julho de 2007

Negro luto branco


.
fonte: CNN, 05/07/2007
.
Não conheceu o amor. Foi vendida aos doze a um velho de uma casta superior e o serviu como reza a tradição.
A morte o levou tarde e ela cuidou dele até às portas do inferno.
Agora espera sua vez, de cabeça raspada de sonhos e manto branco que não encobre o vazio do abandono.

2 comentários:

R.C disse...

Silvio, adoro acompanhar os mini-contos... Sao essenciais...

abrax

RF

Moita disse...

Triste.

1 abraço