sexta-feira, 8 de junho de 2007

Eu luto


.
fonte: Portal G1, 06/06/2007
.
No meio da madrugada ela acorda num susto e relata ao seu marido o pesadelo:
- Sonhei com mil cruzes enterradas na praia e uma era para nosso filho...
- Não foi sonho, Maria. Ele está morto e nosso luto é de milhares.

3 comentários:

Anônimo disse...

Caro Silvio,

Vi seu(s) comentário(s) lá no blog da Santa, camarada é por estas e outras que não aguento nem mais comentar em blogs, o debate lucido não existe mais, o que será que você falou demais para levar logo uma chinelada de primeira daquela...nos blogs só tem patrulhamento, papagaio e gaiato, não necessariamente nesta ordem
,tirando raras e honrosas exceções.

Desculpe invadir e escrever demais, acho que apesar dos "meses" de retiro espiritual você ainda deve lembrar de mim....

Abçs

Marcos
gotas de Fel
Kazzax

contlucas@hotmail.com

Hanah disse...

Querido Silvio

vim convidar-te para uma

Barqueada Virtual

http://www.yikatuxingu.org.br/home

salve as águas do Rio Xingu,


*****

sempre muito pertinentes os teus contos...

abração
Hanah

ELSON TEIXEIRA CARDOSO disse...

Este dialoga com o "Cor da Saudade". A beleza da tristeza.

Abraço,

Elson