sexta-feira, 29 de junho de 2007

Doce inferno


.
fonte: Portal G1, 29/06/2007
.
Morreria pela sua crença e ganharia o paraíso, mas antes conviveria entre os pagãos até explodir o ódio de séculos.
Disfarçado fez amigos, foi a pubs: um perfeito mártir.
Preparou a bomba e encheu a cara. O carro desgovernado chocou-se no lixo, ele correu e voltou ao bar.
Preferiu arder no inferno.

2 comentários:

R.C disse...

Such is the life in the warm tropics...

bjx

RF

Moita disse...

É triste morrer no bar
nas "águas" quentes do bar.

Dorival Caindo. rss

Abraços