segunda-feira, 28 de maio de 2007

Cala boca! - II


.
fonte: Zero Hora, 27/05/2007
.
Olegária, vestida eu seu hobby desbotado, com cigarro no canto da boca, senta-se em frente a TV para assistir sua novela.
O que vê é uma retrospectiva e vários jornalistas conversando, o que não lhe interessa.
Se não parem com essa bagunça vou olhar a novela do outro canal - pensa ela revoltada.

3 comentários:

lucordeiro disse...

Oi, Sílvio, valeu pela Olegária...rss. Vc é 10, sabia meu contista? Agora, qto à nossa heroína, creio que neste caso ela tem razão: pra que assistir jornalistas debatendo qualquer coisa? O assunto já é conhecido de trás pra frente:corrupção e violência sem fim, a mesma lenga-lenga que rende milhões de matérias sobre os mesmos temas. Mas solução, nada.Então vamos às novelas pq pelo menos assistimos um lindão dando uns amassos numa gostosa. Olegária assiste o que ela não faz a uns 20 anos... e vai dormir feliz, talvez sonhar com seu primeiro namorado que a chamava, simplesmente, de Olga. Ela era tão parecida com a do Luis Carlos Prestes!
Beijos, meu amigo.

lucordeiro disse...

Não sabia que Olegária era Venezuelana. Não havia lido o link. Então acabei por transportá-la pra nossa pátria amada, espoliada e aviltada.
Passei pelo Contos & Encontros... e briguei com vc lá.
Beijos

ELSON TEIXEIRA CARDOSO disse...

Inteligentíssimo.
Hoje, Chávez fecha a TV que faz oposição a ele; amanhã, poderá fechar o país ao resto da América Latina, e ao mundo.
Passe pelo meu blog.)

Elson Teixeira Cardoso