segunda-feira, 5 de fevereiro de 2007

O sonho do imperador


.
fonte: New York Times, 05/02/2007
.
Em sua cama presidencial, o presidente acorda-se na madrugada.
Sonhara que estava nadando na areia, afogando-se em petróleo e que entraria na história com um bárbaro imperialista.
Abriu um sorriso, virou para o lado e dormiu: em breve seu sonho se materializaria.

2 comentários:

lucordeiro disse...

Oi, Sílvio, o bárbaro imperialista bem que poderia ter se sufocado na areia. Seria um psicopata a menos no mundo. E um homem desses não sonha, delira!
Beijos meu contista do coração.

Saramar disse...

Sim, em sangue, em dor, me lamentos sobre corpos mortos.